• Dra. Cintia Vieira

1º de Maio - Dia do Trabalho: A origem e breve evolução


O dia 1º de maio é conhecido como Dia do Trabalho não só em nosso país, onde é feriado nacional, mas também reconhecido em diversos outros países.


Ilustração de uma Revolta em Chicago em 1886. Acervo Estadão

Historicamente a data envolve um trágico acontecimento, por ter se originado em virtude de uma grande greve geral iniciada em 1º de maio de 1886 em Chicago, nos Estados Unidos, e que desencadeou uma grande onda de outros protestos e enfrentamentos com policiais a fim de reprimir as manifestações por direitos trabalhistas.



A cidade de Chicago era conhecida pela representatividade industrial e dentre as principais reinvindicações dos grevistas estava a redução da carga horária de trabalho de 13 para 8 hora diárias. No entanto, o resultado dos dias seguintes de fortes embates foi de dezenas de pessoas feridas e algumas mortes, dentre eles 12 manifestantes e 7 policiais.


Mas e no Brasil?

Artur Bernardes, Ex-Presidente brasileiro. Wikipédia

Já em nosso país, a data somente foi instituída por decreto em 1924, com então presidente Artur Bernardes, cujo governo já havia proposto uma reforma da Constituição Federal da época além de ter proporcionado umas guinadas em favor do trabalhador, como a regulamentação de férias remuneradas e criou a caixa de assistência médica e aposentadoria aos ferroviários.


Vejamos o trecho do texto que criou a data:



Mas tudo ainda muito principiante, sem nem ter mecanismos para fiscalizar se as empresas cumpriam ou não as regras, pois ainda não havia oficialmente o reconhecimento dos Sindicatos e nem a criação de órgãos como o Ministério do Trabalho, que hoje atuam neste sentido.


Ainda na época de sua criação no país, a data era vista como marco para manifestações, piquetes e greves, era utilizada como marco para reivindicar diretos trabalhistas.


Getúlio Vargas, Ex-Presidente brasileiro. Wikipédia

Somente com o governo populista de Getúlio Vargas, conhecido como o “pai das leis do trabalho” é que a data começou a ganhar outro viés, posto que em cada 1º de maio seu governo divulgava o novo valor do salário-mínimo e foi em 1º de maio de 1943 a data escolhida pelo então presidente para a publicação da CLT – Consolidação das Leis do Trabalho.



Na época essa criação trouxe todo um olhar comemorativo a data antes marcada pela luta e busca por diretos dos trabalhadores. Foi aí que se começou a chamar informalmente a data como “Dia do Trabalhador”.


A CLT é o principal instrumento que cria, organiza e normatiza as relações do trabalho de forma geral, com vigência e aplicação até hoje.


Apesar de completar hoje, 1º de maio de 2021, seus 78 anos, traz toda uma relevância e importância histórica inegável, contudo também inegável sua necessidade de atualização e renovação, tendo em vista toda a evolução humana ao longo de tantos anos.


Sendo assim, tem-se que a data de 1º de maio, como Dia do Trabalho, traz vários marcos e momentos importantes a sociedade, com todo um contexto histórico envolvido, e que vai muito além de um simples feriado.


Escrito por Cintia Vieira