• Dra. Francine Leal

O Impacto da LGPD nas Estratégias de Marketing


As Estratégias de Marketing têm se mostrado cada vez mais eficientes em um Mercado cheio de nichos em que os Consumidores veem inúmeras opções de compras e tudo isso se deve a uma ‘arma’ muito poderosa: Segmentação e Dados.


O Marketing Digital, especialmente, é expert em traçar táticas que, baseadas em relacionamento e conteúdo, adquirem os Dados de Leads, a fim de realizar uma abordagem mais assertiva.


Landing Pages, formulários simples e até pelas Mídias Sociais por meio de contato direto, são as grandes responsáveis por adquirir Dados que são essenciais para segmentar uma campanha, que tende a resultar, evidentemente em maiores chances de venda.


Porém, a ‘Obra-Prima’ do Marketing Digital pode estar correndo sérios riscos, devido a uma Lei, que entrará em vigor a partir de Fevereiro de 2020, a LGPD.


O que seria a LGPD?

LGPD é a sigla da Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018). Isto é, a Lei que regulamenta a coleta, armazenamento, tratamento e compartilhamentos de Dados no Brasil. O intuito da LGPD é tornar esses processos mais seguros, visando à Proteção da Privacidade de informações dos Usuários.


Inspirada na GDPR (General Data Protection Regulation) Europeia, a LGPD foi concebida em virtude do aumento significativo da Coleta de Dados online pelas Empresas. Além da necessidade de desenvolver dispositivos que protejam os cidadãos em situações que esses Dados sejam acessados e usados indevidamente.


A Lei 13.709/2018 deixa claro quais são as Regras para que uma Empresa possa realizar a captura de Dados de outras pessoas. Além disso, prevê penalidades para aquelas que não se adequarem às Normas.


Como a LGPD afeta a sua Empresa?

Quem trabalha com Marketing sabe da importância dos Dados para o desenvolvimento de Estratégias mais assertivas. No entanto, não pode deixar de lado a Privacidade de seus Leads e Clientes. Portanto, este é um dos setores mais impactados pela LGPD.


As Campanhas Segmentadas são a grande sensação do mercado atual e trazem retornos expressivos, como já mencionado, então, se uma das principais Estratégias terá a necessidade de mudança, o reflexo disso atingirá diversos âmbitos.


Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo funcionam basicamente por conta da obtenção de Dados e são eles os responsáveis por captar tantos leads às Empresas, Nubank, Netflix, Coca-Cola e Colgate não deixam ninguém mentir.



Portanto, será necessário rever alguns pontos das campanhas por conta da Proteção de Dados. O ditado “Há males que vêm pra bem” pode ser aplicado quando o assunto e Marketing e LGDP, até porque não quer dizer ineficiência nas ações. Na verdade, pode ser até benéfico, mas a Estratégia será determinante.


O que muda para o Marketing Digital?

As Empresas terão que fazer um esforço maior para coletar e gerir os Dados e o consentimento dos Clientes para usá-los, haja vista que são considerados informações pessoais e estão protegidos pela LGPD:



Assim, quando uma companhia obtém os Dados de um Usuário, ela tem que colher apenas o que necessita para desempenhar o seu negócio, não devendo solicitar aquilo que só precisará no futuro.


Além disso, é importante dar atenção especial para a Gestão do Consentimento do Uso das Informações, esclarecendo quando e como elas serão usadas por meio de uma linguagem clara e objetiva. Caso ocorram alterações ou novas finalidades de uso, há que se solicitar uma nova permissão dos Clientes antes de utilizar os Dados.


O Usuário também deve ter a alternativa de modificar seus Dados e o consentimento a qualquer o momento. É crucial dar a opção de esquecimento, em que a Empresa tem que apagar os Dados do Usuário se assim ele quiser.


Políticas de Privacidade

Em primeiro lugar, é preciso utilizar as Políticas de Privacidade que compreendem todas as suas Estratégias de Marketing Digital. Sem falar que o texto deverá ser compreensível para o Usuário médio, isto é: Solicitar o consentimento de maneira específica, clara e informada. Por sua vez, o titular da informação tem que expressar a sua permissão de forma livre, informada e inequívoca.


Experiência do Usuário

As informações relacionadas aos métodos de tratamento de Dados e às suas finalidades têm que ficar explícitas por meio de alertas, como banners e pop-ups. Nesse sentido, a experiência do Usuário atingida na medida em que, ao concordar ou recursos os termos de uso, o seu público pode ou não continuar usufruindo das funcionalidades da plataforma.


Como as suas Estratégias podem ser Comprometidas?


Quando nós pesquisamos por um produto em um site e, em seguida, passamos a ver diversos anúncios desse produto em outras páginas, como no Facebook, somos atingidos por uma ação de Remarketing, em que as Empresas anunciam para as pessoas que demonstram interesse pelo seu tipo de Produto.


Esse método é muito utilizado por negócios de todos os nichos. Porém, com as novas normas de Proteção de Dados, algumas questões precisarão ser alteradas. Ao exibir anúncios para um internauta a partir do acesso dele à sua plataforma, você está salvando os Cookies desse acesso e enviando as informações pessoais para outros lugares. Portanto, seu site é responsável por informar ao Usuário que está armazenando os Cookies e fazendo uso deles.


Como lidar com seus Dados ligados ao Marketing Digital?

Provavelmente, sua Empresa já tem uma lista de contatos para os quais envia E-mails com frequência, não é mesmo? Agora, com a LGPD, é obrigatório ter certeza de que todos os Leads que fazem parte dessa lista lhe deram permissão explícita para Coleta e Armazenamento dos seus Dados.


Para tanto, é recomendado segmentar os contatos que deram autorização conforme a Lei solicita. Em se tratando dos demais, faça uma ação de reengajamento para que esses Leads possam autorizar de forma legal o uso das suas informações.


Ao fazer isso, você está praticando o Marketing de permissão, que nada mais é do que um conjunto de ações de comunicação e Marketing voltadas para um público-alvo apenas com a sua autorização. Após o consentimento dos Consumidores, você pode enviar mensagens e criar uma relação mais próxima com eles.


Com as regras da LGPD e Marketing Digital, as Empresas deverão ser mais cautelosas quanto ao uso dos Dados dos Clientes na internet. Afinal, o descumprimento dessas normas pode acarretar multas altíssimas.


Ficou com dúvidas?

Se você está com muitas dúvidas e gostaria de uma orientação quanto às adequações de suas ações de Marketing, consulte seu Advogado especializado para te ajudar nas melhores práticas dentro da LGPD, de forma estratégica e com foco em resultados para o negócio.


Escrito por Francine Leal